Caldas da RainhaEconomiaÓbidosPolíticaSociedade

Toma com roteiro turístico em ecrã

Integrado no Dia Sem Carros, a Câmara das Caldas, em parceria com a empresa caldense Makewise, desenvolveu uma ideia dos alunos da Bordalo Pinheiro e criou um roteiro turístico para o Toma, chamado Moov-U Bus.

A custo zero este projecto-piloto foi implementado na Linha Verde do Toma, mas poderá ser estendido a todas as outras ou mesmo até todas as carreiras do transporte escolar se assim quiser a transportadora.

O sistema consiste num ecrã onde passa informação sobre a cidade, pontos de interesse, locais a visitar do ponto de vista turístico, as paragens e poderá ter publicidade georreferenciada, ou seja, por onde o autocarro passa indica a casa comercial e o que se pode comprar ou adquirir.

Esta deverá ser a forma de rentabilizar o projecto, que será explorado por uma empresa parceira da Makewise.

“Este sistema ajuda os invisuais e dá a conhecer a cidade. Penso que em termos de publicidade é importante, até porque há muitas pessoas que não conhecem a cidade e os seus museus”, disse Fernando Costa, após o passeio inaugural.

“É uma boa forma de divulgar o que a cidade tem de melhor”, acrescentou o autarca, que agora pretende estender esta ideia para os eventos culturais.

“Vi há bem pouco tempo numa cidade que durante um espectáculo musical tinha ao lado um ecrã a projectar os edifícios públicos e os pontos mais emblemáticos”, disse.

Para Fernando Costa o custo deste projecto será rebatido em publicidade, pelo que deverá ser uma boa forma de promover a cidade e os serviços.

Segundo o presidente da Câmara, o Dia Sem Carros nas Caldas tem o mesmo significado que em outras cidades europeias, uma vez que a ideia é as pessoas passearem na rua, usarem os transportes públicos e andarem a pé.

“Algumas ruas mais emblemáticas da cidade estão reservadas aos peões. Nós nas Caldas temos várias ruas assim apesar da oposição. Hoje as pessoas aprovam a ideia de haver ruas sem carros. Acho que se deve celebrar este dia todos os anos para se invocar a mobilidade dos peões. As actividades são simbólicas, mas chamam a atenção para a importância de andar a pé, de bicicleta. Repetir o dia sem carros é sempre importante”, declarou.

Pedro Manuel, da Makewise, que foi fundada em 2004 nas Caldas da Rainha, explicou que o Moov-U Bus é uma solução de conteúdos digitais para marketing digital de proximidade.

“É uma plataforma agregadora de informação que possibilita num ponto único gerir diversos meios de comunicação digital como os smart phones, mupies digitais interactivos e ecrãs de informação digitais em autocarros em rotas urbanas. Somos produtores da tecnologia e teremos parceiros na exploração comercial da solução”, referiu.

Para a implementação do Moov-U Bus foram gastos cerca de dois a três mil euros.

Para Pedro Manuel, a colocação deste serviço em todos os Tomas será uma resposta a dar pelo Município ou pela Rocaldas, ou para uma empresa de gestão de meios que queira explorar comercialmente.

O responsável pela empresa que pretende ir para o Centro Empresarial das Caldas, disse que este serviço pode ser estendido a todos os autocarros e às suas linhas.

Satisfeitos com este conteúdo no Toma estão os utilizadores, que desta forma conseguem ver onde param e onde seguem e até alguns pontos de interesse que desconheciam.

“Ando duas vezes por semana de Toma. Isto veio facilitar a vida, mas deveria de passar por São Cristóvão”, disse Maria Odete, ao lado da amiga Rosa Eugénia.

“Está um espanto porque entretém quem vai na viagem e sabemos onde vamos e paramos”, disse Maria Celeste Henriques que utiliza o transporte.

“Esta inovação é muito boa porque ajuda a sabermos por onde passamos”, disse Maria de Sousa Paulo, que usa diariamente o Toma para ir para o trabalho, mas lamenta que as linhas não se estendam a mais locais, pois desta forma também os filhos usavam.

Carlos Barroso

Author: Boss

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close