DesportoÓbidosSociedade

Caldense cria sítio na Internet que ajuda quem tem problemas com chaves de automóveis

O proprietário de uma loja de chaves das Caldas da Rainha criou na Internet uma página à qual se associou um conjunto de lojas independentes, especializadas em chaves de automóvel, distribuídas pelo território nacional, para facilitar a vida dos automobilistas e de todos aqueles que precisam de fazer chaves e comandos para automóvel.

Amador Fernandes, responsável pela Casa Fernandez, na Praça 5 de Outubro, revela que o objectivo é “explicar a qualquer pessoa quais são as soluções que têm para duplicar a chave do seu automóvel e mostra-lhes todas as lojas que existem ao longo do país que se especializaram na duplicação e programação de chaves de automóveis”.

Para perceber a importância deste sítio na Internet é preciso conhecer a problemática que é perder uma chave de automóvel hoje em dia. “Até 1995 a chave era normal como qualquer outra e pelas suas características puramente mecânicas permitia abrir o automóvel. Depois dessa data, todas as marcas começaram a introduzir um sistema de imobilizador para dar uma maior segurança ao veículo, que é um circuito electrónico que existe na cabeça da chave que tem de estar programado, porque senão não trabalha, passando a haver uma série de sistemas diferentes e começou a ser extraordinariamente difícil fazer uma chave de automóvel”, descreve Amador Fernandes.

“Aumentou brutalmente a segurança e é por causa disso que aumentou exponencialmente o carjacking. Hoje não se rouba um carro construído após 1995 ou pouco depois sem uma chave, por isso é que aparece o carjacking, o carro é roubado com chave, podem abrir o carro, partir os vidros, mas para levá-lo só é possível com reboque, porque não há ligações directas”, refere.

“Isto levou a que as casas de chaves tivessem de se equipar e investir em tecnologia para dar resposta aos clientes”, adianta, fazendo notar que “os concessionários tratam geralmente de uma marca e nós de 95% dos modelos existentes no mercado”.

Por outro lado, “nós conseguimos resolver em tempo recorde – no máximo dois dias – mas se as pessoas forem à marca podem por vezes estar 8 ou 15 dias à espera de uma chave programada”.

Segundo Amador Fernandes, “há muitas pessoas que perdem chaves. Em média 8 em 100 perde as chaves todas”.

O sítio na Internet em www.carkeynetwork.com “não ensina a fazer assaltos a automóveis ou a fazer duplicados de automóveis, mas responde às dúvidas das pessoas sobre as lojas mais próximas onde se devem dirigir”. Existe cerca de meia centena de lojas especializadas em Portugal.

Diversos serviços

Se perdeu todas as chaves do seu carro não é preciso desesperar. O conselho é a consultar este sítio na Internet e escolher uma das lojas indicadas. Ao dirigir-se a uma dessas lojas deve levar todos os elementos do seu automóvel (de preferência os documentos do mesmo) e o cartão do PIN code se o tiver. Na grande maioria das vezes não precisa de rebocar o seu automóvel, pois vão junto do seu carro programar as novas chaves/comandos.

Se tem os botões do comando estragados (“furados”), na grande maioria das vezes os comandos têm reparação e não tem de fazer um novo. Em primeiro lugar, é disponibilizada uma vasta variedade de carcaças e botões para reparar o comando, ficando com os botões e com todo o exterior como novo. Em segundo lugar, caso exista uma avaria do microinterruptor do botão/botões, há possibilidade de os substituir. Em terceiro lugar, é verificada a pilha, a qual pode ser substituída caso necessário e mesmo quando o suporte da pilha está completamente estragado pode-se repará-lo. Por fim, é verificado o funcionamento do mesmo (emissão de rádio frequência ou infra-vermelhos) e caso seja necessário pode-se sincronizá-lo ou reprogramá-lo no automóvel.

Se o comando deixou de trancar e destrancar as portas nestas lojas é encontrada a solução.

Se comprou um carro usado que só trazia uma chave sem comando, pode fazer uma nova chave com comando, no entanto o automóvel tem de estar equipado com fecho centralizado e receptor de comandos.

O negócio das chaves de automóvel tem aumentado e por isso as lojas especializadas equiparam-se com a tecnologia mais avançada, que esteve patente nos dias 24 e 25 de Setembro no Inatel da Foz do Arelho, onde se realizou um encontro de casas de chaves, com os fornecedores de equipamentos a exibirem os seus produtos e a realizarem um workshop prático.

Já agora um conselho: convém ter uma segunda chave para qualquer eventualidade, porque há chaves novas que podem custar 500 euros.

Author: Boss

Ver mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close